Nove perdas da TI em 2011

Steve Jobs

Gênio, que transformou a relação entre homem e tecnologia, criador da Apple, Steve Jobs morreu vítima de câncer no ano de 2011. Segundo ele próprio, “Lembrar que você vai morrer é a melhor maneira para eu saber evitar em pensar que tenho algo a perder. Você já está nu. Não há razão para não seguir o seu coração”.


Pai do Unix e da Linguagem C – Aos 70 anos, nos Estados Unidos, morreu Dennis MacAlistair Ritchie, mais conhecido como Dennis Ritchie, ou ‘dmr’. Um dos grandes criadores do sistema operacional Unix e da linguagem de programação C, Ritchie recebeu o prêmio Turing, em 1983, a medalha nacional de tecnologia dos Estados Unidos, em 1999, e o prêmio Japão para Informação e Comunicação, 2011. Para alguns, as contribuições do gênio da computação foram tão grandes, ou maiores, quanto as de Steve Jobs, apenas menos visíveis.

FLASH PLAYER É DERROTADO PELO HTML5.

Em novembro, a Adobe tomou a decisão de descontinuar o seu popular software Flash Player para uso em dispositivos móveis, diante da aceitação do HTML5 como plataforma para criação e distribuição de conteúdo em mobile. A companhia reconheceu que esse seria mesmo o futuro e prevê investir na criação de novos aplicativos para smartphones. Para quem desenvolve sites em flash, a notícia é preocupante. Por outro lado, quem comemorou a estratégia foi a Apple e seus milhares de usuários de iPhone e iPad. As ações da Adobe chegaram a cair quase 11% depois do anúncio.

MOTOROLA DESPEDE-SE DE CEO VISIONÁRIO. 

Filho do fundador da Motorola, Robert William “Bob” Galvin morreu em 11 de outubro de 2011, após servir, de 1959 a 1986, como visionário CEO da companhia. Entre suas maiores contribuições, Galvin levou a Motorola à liderança da criação da indústria de telefonia celular, além de tornar a empresa uma referência em tecnologias de rádio, paging, semicondutores e comunicação militar.

TOUCHPAD NO CEMITÉRIO DOS TABLETS.

Caótico é uma boa definição para o rumo que 2011 tomou para a HP. Depois meses após o lançamento de seu TouchPad – um dos muitos criados pela indústria na tentativa de acabar com a festa do campeão iPad – a fabricante anunciou o fim de todos os seus dispositivos baseados no sistema operacional webOS, em agosto. Ao que tudo indica, o dispositivo pode ser reavivado. Seria o cemitério dos tablets como o Pet Sematary, do Stephen King?

ORACLE REJEITA OPENOFFICE.ORG.

Quando a Oracle deixou de escanteio a suíte OpenOffice.Org, herdada da Sun Microsystems, após aquisição em 2009, a comunidade de desenvolvedores rapidamente tratou de criar uma nova solução baseada em software livre, o LibreOffice, e inaugurou um grupo de desenvolvimento chamado The Document Foundation, em 2010. A resposta da Oracle foi parar o desenvolvimento comercial do OpenOffice.Org, embora o produto continue a existir: a fabricante decidiu submeter o código da suíte para a Apache Software Foundation, para projetos futuros de código aberto.

GOOGLE WAVE REALMENTE NÃO VINGA.

Entre os diversos produtos descontinuados pelo Google, no ano que passou, o Wave talvez tenha sido o mais inovador, uma plataforma de colaboração que surgiu para combinar mensagem instantânea, e-mail e mídia social em um única produto. O problema do Wave foi que ele pareceu oferecer tanto, que os usuários não entenderam exatamente para que deveriam usá-lo. Resultado? Não vingou. O anúncio da interrupção em seu desenvolvimento foi em agosto 2010. Seu fechamento definitivo ocorrerá em abril de 2012.

CISCO ERRA A MÃO E DESISTE DE LINHA DE PRODUTOS.

Quando a Cisco anunciou a aquisição da Pure Digital, em 2009, por aproximadamente US$ 600 milhões, a fabricante esperava que a câmera digital Flip alavancasse os negócios no mercado de consumo. Mas não foi o que aconteceu. Ao expandir demais, a companhia perdeu o foco, o que levou John Chambers, CEO, a promover uma reestruturação. A Flip não passou imune a ela. A linha de produtos foi encerrada em abril.

MORRE LENDA DA SEGURANÇA DA COMPUTAÇÃO.

Cientista da computação, Robert Morris é considerado um pioneiro na segurança da informação. Foi pesquisador do Bell Laboratories de 1960 a 1986, trabalhando sobre o Myltics e, mais tarde, com o sistema operacional Unix, quando adicionou às versões mais antigas da plataforma a linguagem de programação bc e o recurso de criptografia de senhas usado para autenticação do usuário. Nos anos 80, foi contratado pela Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos, por onde conduziu os ataques cibernéticos contra o regime de Saddam Russein, durante a Guerra do Golfo, derrubando o comando militar iraquiano e os sistemas de controle. Ele morreu em 26 de junho, ao 78 anos.

IT Web - por Silvia Noara Paladino | especial para o IT Web

0 comentários:

O conteúdo deste blog/site pode e deve ser divulgado, conforme lei a 9.610/98 meus direitos estão assegurados, portanto eu permito a copia e reprodução gratuita, seja total ou parcial, não acarretando qualquer onûs financeiro aos interessados, porém, vedo o uso para fins lucrativos, toda reprodução para o público deve citar a fonte extraída, no caso o Técnico Linux - O Espaço do Software Livre e seja citada junto com um link para a postagem original, onde a referência deve estar numa fonte de tamanho igual ou maior a do texto, obviamente que os links citados não estão sujeitos ao mesmo termo. O conteúdo textual original desta página está disponível sob a licença GNU FDL 1.2.

Todas as marcas citadas pertencem aos seus respectivos proprietários. Os direitos autorais de todas as ilustrações pertencem aos respectivos autores, e elas são reproduzidas na intenção de atender ao disposto no art. 46 da Lei 9.610 - se ainda assim alguma delas infringe direito seu, entre em contato para que possamos removê-la imediatamente ou ainda lhe dar os devidos créditos.

Copyright © 2016 O Espaço do Software Livre