Política de privacidade unificada do Google parece ser boa

Quem usa serviços do Google deve ficar atento à nova política de privacidade. As alterações afetam a muitos, embora na prática fica difícil imaginar uma mudança de comportamento na maioria das pessoas. Muita gente nem vai ler e continuará usando os serviços como se nada tivesse mudado.

Com seus vários produtos e serviços o Google mantinha cerca de 70 políticas de privacidade diferentes. Aqueles termos que ninguém lê, mas que valem para definir o que a empresa pode ou não fazer com os dados dos usuários. Agora quase todos os serviços usarão uma política de privacidade única, simplificada. Fica mais fácil de ler, mas há algumas questões preocupantes.

Quem tem uma conta Google, ou seja, cadastro em qualquer serviço online da empresa, precisará concordar com os novos termos ou... deixar de usar os serviços. Os termos preveem compartilhamento dos dados entre os serviços - mas não a terceiros. Por exemplo, uma informação de um amigo ou negócio seu disponível no Gmail pode ser utilizado ao navegar no YouTube para determinado recurso, seja ele atual ou novo. Palavras e dados salvos num produto podem ser aproveitados pelo outro. Se você tem uma lista de amigos no Gmail e não quer manter a mesma nos outros produtos da empresa, por exemplo, pode valer a pena pensar em usar duas contas (ou mais).

Além da política de privacidade os termos de uso também foram simplificados. Os novos termos passarão a valer a partir de primeiro de março. Veja mais na páginahttp://www.google.com/policies/.

O Google+ pode parecer insignificante se você pensar "ah, entra quem quer, é só um novo Orkut ou Facebook". Mas ele faz mais sentido considerando todos os produtos do Google. Quem estiver logado acabará usando algum recurso da rede social, de uma forma ou de outra. E é bom ficar a par das políticas da empresa :)

Vale a pena ler também as críticas ao Google no Gizmodo considerando sua posição "don't be evil". Parece que o gigante da internet anda fazendo coisas que há alguns anos atrás o próprio grupo condenava. Naquela época seus serviços eram mais isolados, e toda hora uma nova empresa era adquirida, ampliando a quantidade de sites diferentes pertencentes ao grupo; uma hora ou outra a unificação seria necessária.




Fonte e Créditos: aqui

0 comentários:

O conteúdo deste blog/site pode e deve ser divulgado, conforme lei a 9.610/98 meus direitos estão assegurados, portanto eu permito a copia e reprodução gratuita, seja total ou parcial, não acarretando qualquer onûs financeiro aos interessados, porém, vedo o uso para fins lucrativos, toda reprodução para o público deve citar a fonte extraída, no caso o Técnico Linux - O Espaço do Software Livre e seja citada junto com um link para a postagem original, onde a referência deve estar numa fonte de tamanho igual ou maior a do texto, obviamente que os links citados não estão sujeitos ao mesmo termo. O conteúdo textual original desta página está disponível sob a licença GNU FDL 1.2.

Todas as marcas citadas pertencem aos seus respectivos proprietários. Os direitos autorais de todas as ilustrações pertencem aos respectivos autores, e elas são reproduzidas na intenção de atender ao disposto no art. 46 da Lei 9.610 - se ainda assim alguma delas infringe direito seu, entre em contato para que possamos removê-la imediatamente ou ainda lhe dar os devidos créditos.

Copyright © 2016 O Espaço do Software Livre