Jovem cria sistema que alerta sobre terremotos

São Paulo - Sebastian Alegría Klocker, um adolescente chileno de 15 anos, mostrou aos participantes da Campus Party que adolescentes podem ter boas ideias tecnológicas. Ele mostrou no evento um dos seus inventos: um sistema caseiro que detecta terremotos com antecedências e pode ajudar as pessoas a se protegerem nesses tipos de catástrofes.

De acordo com Klocker, assim que os sensores detectam um tremor acima de cinco graus na escala Richter, o sistema tuíta uma alerta no perfil @AlarmaSismos. A mensagem é publicada no microblog, em média, de cinco a 30 segundos antes do tremor acontece. O tempo é suficiente para as pessoas buscarem abrigo.

Atualmente, o sistema – que só funciona no Chile - usa sensores caseiros que estão instalados em três cidades do país. Para criá-lo, Sebastian usou placas controladoras Arduino para captar e enviar os dados dos sensores ao servidor. Desta forma, é possível divulgar a mensagem no Twitter após a detecção de uma ameaça de terremoto.

O adolescente diz que pretende lançar um aplicativo para smartphones e tablets e tornar o aviso ainda mais ágil. Assim, ao receber um alerta de terremoto, o celular poderia usar os avisos sonoros e de vibração do dispositivo móvel. “Isso aumentaria o tempo que as pessoas têm para se proteger”, diz.

Tragédia no Japão - Sebastian teve a ideia de criar o sistema por causa dos tremores que aconteceram no começo de 2011 no Japão – e, também, por causa dos terremotos que acontecem no Chile. “No início, eu fiz o sistema por curiosidade. Mas com o tempo, percebi que a tecnologia poderia ser usada para salvar vidas”, diz.

Klocker usa no sistema sensores que custaram 50 dólares cada. Também colocou no sistema um serviço online empresarial de comunicação de terremotos, que custa US$ 2,5 mil dólares. “Minha família me ajudou a comprar os equipamentos, mas o mais importante é notar que não é necessário possuir uma quantia grande e muitos recursos para fazer algo útil e criativo”, diz.

O adolescente afirma que, no começo do projeto, algumas pessoas achavam que o sistema de avisos não funcionaria. “No início, eu evitava comentar com muitas pessoas como o sistema funciona por achar que eles não acreditariam que isso era possível. Hoje, recebo incentivos para ampliá-lo para as 14 regiões no Chile, além de jornais internacionais noticiarem o que faço.”, diz.

Além do Chile, Klocker quer expandir o projeto para outros países ameaçados pelos desastres naturais. A ideia é terminar o projeto, torná-lo totalmente funcional e evitar falsos alarmes, o que poderia afetar milhares de usuários. Para ajudar outras regiões, o adolescente quer compartilhar o código fonte do projeto. “Ao fornecer o código, poderei aprimorar o sistema”, diz.

Fonte e Créditos: aqui

0 comentários:

O conteúdo deste blog/site pode e deve ser divulgado, conforme lei a 9.610/98 meus direitos estão assegurados, portanto eu permito a copia e reprodução gratuita, seja total ou parcial, não acarretando qualquer onûs financeiro aos interessados, porém, vedo o uso para fins lucrativos, toda reprodução para o público deve citar a fonte extraída, no caso o Técnico Linux - O Espaço do Software Livre e seja citada junto com um link para a postagem original, onde a referência deve estar numa fonte de tamanho igual ou maior a do texto, obviamente que os links citados não estão sujeitos ao mesmo termo. O conteúdo textual original desta página está disponível sob a licença GNU FDL 1.2.

Todas as marcas citadas pertencem aos seus respectivos proprietários. Os direitos autorais de todas as ilustrações pertencem aos respectivos autores, e elas são reproduzidas na intenção de atender ao disposto no art. 46 da Lei 9.610 - se ainda assim alguma delas infringe direito seu, entre em contato para que possamos removê-la imediatamente ou ainda lhe dar os devidos créditos.

Copyright © 2016 O Espaço do Software Livre