OLED, a tecnologia que veio para revolucionar o mundo das TVs


Demoramos algumas décadas para abandonar as TVs de tubo e entrar na era dessas telas planas, de plasma, LCD ou LCD iluminado por LEDs. Mas, de uns anos para cá, a evolução desses aparelhos só ganhou força. E, a nova sigla que vai começar a se tornar mais comum é OLED – Organic Lighting Diode, ou em português, algo como Diodo Orgânico de Emissão de Luz. Ops! Mais um daqueles palavrões tecnológicos, mas, daqui a pouco a gente explica do que se trata. 


Antes de entrar nessa nova tecnologia, vamos dar uma olhada em outro modelo. Vários fabricantes trouxeram para feira televisores que conseguem reproduzir imagens em 4K. Se você tem um televisor Full HD, ele reproduz imagens com resolução 1080p. Pois aparelhos como esses reproduzem imagens com resolução 4 vezes maior. As imagens são inacreditáveis. Também, estamos falando de uma resolução comparável às melhores projeções de cinema...

Só tem um detalhe: ainda não existe conteúdo disponível com toda essa resolução... Então apesar das imagens estonteantes, esses aparelhos, por enquanto, são apenas protótipos.

Depois dessa passeada pelo futuro da TVs, vamos conferir o que está se tornando real: as TVs de OLED. A principal diferença do OLED para o Plasma ou o LCD é que ele não precisa de luz na parte de trás do painel. As TVs de Plasma ou LCD precisam de lâmpadas na parte de trás dos monitores. É a luz dessas lâmpadas que, depois de atravessar o Plasma ou o cristal líquido – no caso das LCDs –, se transforma em imagens para nossos olhos.

Já no caso do OLED você não precisa colocar lâmpadas atrás dele. O próprio material brilha e emite luz quando uma corrente elétrica passa por ele. Com isso, as TVs de OLED são assim: super, super finas. Outra TV, de 55 polegadas da LG, tem 1 mm de espessura. Incrível! A da Samsung também não fica atrás e ainda aposta num acabamento de metal na parte traseira.

Essas TVs são tão finas que não dá para colocar nenhum conector nelas... elas são ligadas a boxes, onde estão as entradas de áudio e vídeo e internet.

Fonte e Créditos: aqui

0 comentários:

O conteúdo deste blog/site pode e deve ser divulgado, conforme lei a 9.610/98 meus direitos estão assegurados, portanto eu permito a copia e reprodução gratuita, seja total ou parcial, não acarretando qualquer onûs financeiro aos interessados, porém, vedo o uso para fins lucrativos, toda reprodução para o público deve citar a fonte extraída, no caso o Técnico Linux - O Espaço do Software Livre e seja citada junto com um link para a postagem original, onde a referência deve estar numa fonte de tamanho igual ou maior a do texto, obviamente que os links citados não estão sujeitos ao mesmo termo. O conteúdo textual original desta página está disponível sob a licença GNU FDL 1.2.

Todas as marcas citadas pertencem aos seus respectivos proprietários. Os direitos autorais de todas as ilustrações pertencem aos respectivos autores, e elas são reproduzidas na intenção de atender ao disposto no art. 46 da Lei 9.610 - se ainda assim alguma delas infringe direito seu, entre em contato para que possamos removê-la imediatamente ou ainda lhe dar os devidos créditos.

Copyright © 2016 O Espaço do Software Livre