2° Aula - Como instalar o Linux sem comprometer a instalação do Windows?

Depois de termos visto uma pequena introdução ao Linux e algumas de suas distribuições, hoje veremos como instalar o Ubuntu Linux sem prejudicar a instalação do seu Windows!

Para quem pensa em usar o Linux sem precisar formatar seu Windows, esse artigo vai poder ajudar como fazer isso!

Veremos três opções de como fazer isso sem muita dificuldade!




Em primeiro lugar, devemos baixar a imagem ISO do Ubuntu Linux! Acesse aqui.

Algumas observações:

Na primeira imagem que você encontra é possível observar:




I - Ubuntu 9.10

A distribuição Ubuntu Linux, como dito no artigo anterior, sempre lança suas novas versões a cada seis meses! Isto é, o Ubuntu 9.10 foi lançado em outubro(10) de 2009! Resumindo: O Ubuntu 7.10 foi lançado em em outubro(10) de 2007, o Ubuntu 9.04 foi lançado em abril (04) de 2009 e assim sucessivamente!

II - Ubuntu Desktop 9.10 (32-bit)

Observe que, por padrão, o Ubuntu desktop 9.10 oferece seu download na plataforma 32-bits! Mas se seu computador possui uma plataforma diferente selecione a opção: "Alternative download options, including Ubuntu installer for Windows" e selecione a opção 64-bit version! Você têm dúvidas em relação as plataformas 32 e 64 bits? Simplifique e entenda que 64 bits é sinônimo de maior desempenho. Ou seja, se seu computador tem 5 GB de RAM, por exemplo, recomendo que instale o Ubuntu 64 bits!
Importante: Se optar por instalar na plataforma 64 bits, seu aplicativos deverão ser baseados nessa mesma plataforma, caso contrário seus programas não funcionarão!

III - Selecione o Download Location

Selecione seu país de origem!

INSTALAÇÃO

1° OPÇÃO - LiveCD

Um LiveCD é um CD ou DVD contendo um sistema operacional de inicialização do computador. Live CDs têm a capacidade de executar um sistema operacional completo em um computador sem um disco rígido, ou seja, ele roda diretamente na memória RAM do seu computador. Todo o kernel do Linux Ubuntu é carregado na memória RAM. Como todos nós sabemos a memória RAM é volátil, isto é, tudo que você instalar e salvar no momento que estiver usando o LiveCD será perdido quando for removido!




Depois de você ter queimado a imagem ISO em CD ou DVD, você deverá inicializar seu computador pelo CD. Você encontrará uma opção de idiomas: Escolha Portugês Brasil! Logo após essa escolha você deverá encontrar uma imagem essa opção: Exeperimentar o Ubuntu sem fazer alteração no seu computador

Pronto! O Ubuntu Linux será carregado e poderá usar seu novo sistema operacional normalmente!

Aviso Importante: Essa opção de uso, recomendo apenas para conhecer o novo ambiente de trabalho! Poi lembre-se: com a escolha pelo LiveCD tudo que fizer será apagado logo após a remoção do CD! Então, recomendo trabalhar com a segunda opção, que mostrarei agora!

2° OPÇÃO - Máquina Virtual

O conceito de virtualização é o de executar diversos sistemas operacionais num único equipamento físico.




Dentre os softwares de virtualização, tem o VMware e VirtualBox! O primeiro é um software proprietário, isto é, a licença de software é paga! Porém, existe um licença gratuita da sua distribuição: o VMware Server!

Já o segundo software, é totalmente livre! O VirtualBox vai ser nossa ferramenta de trabalho, quando o assunto for virtualização! Então será preciso apenas instalar o VirtualBox normalmente como um programa comun e depois instalar a máquina virtual Ubuntu Linux que você baixou!

Informações sobre o VirtualBox e como fazer o download

- Selecione a opção: VirtualBox x.x.x for Windows hosts x86/amd64 

3° OPÇÃO - Instalação como software

Pensando na grande maioria dos usuários, a equipe do Ubuntu oferece um recurso que permite sua instalação dentro de uma pasta do Windows. O Wubi, como é conhecido, é o instalador oficial do Ubuntu em ambiente Windows, e comporta-se no sistema da mesma forma que qualquer aplicativo. É uma ferramenta que já está inclusa no CD de instalação do Ubuntu.

Abra o CD do Ubuntu, que você baixou, no Windows! Surgirá essa tela:




Contudo essa será apenas uma opção para termos conhecimento da sua existência! Pois ela proporciona uma dependência muito grande ao sistema operacional Windows, pois o Ubuntu Linux é instalado como um software! Traz muita lentidão no uso do sistema operacional Ubuntu. Lembrete: a instalação dessa maneira não caracteriza o uso do conceito da virtualização!

Mas para os que desejarem instalar o Ubuntu dessa maneira, segue um tutorial muito bom, que ajudará bastante! Segue links:

1° Parte - Instale o Linux Ubuntu dentro do seu Windows – Parte 1
2° Parte - Instale o Linux Ubuntu dentro do seu Windows – Parte 2

Conclusão

Dentre essas três opções, trabalharemos com a opção 2! Pois além de ser mais fácil de trabalhar, o conceito de virtualização é tão interessante que nos permite gerenciar um sistema operacional independentemente da instalação do seu Windows! Tudo que fizer (instalar, salvar, apagar, entre outras) não afetará em seu sistema operacional hospedeiro (o sistema operacional que gerencia o software de virtualização - no nosso caso o Windows)!

Resumidamente, para obter a melhor experiência possível, o Linux deveria ser instalado em uma partição própria do disco rígido! Mas isso nós só faremos quando o nível de conhecimento sobre Linux for mais avançado! ;-)

Na próxima aula, veremos como instalar o Ubuntu no VirtualBox!

Abcs a todos!

Continue Lendo. . .

Diferenças entre sistemas de 32 e 64 bits

Tutorial e conceitos sobre Virtualização
Artigo originalmente publicado por Ricardo Ferreira Costa do Blog Linux Descomplicado

0 comentários:

O conteúdo deste blog/site pode e deve ser divulgado, conforme lei a 9.610/98 meus direitos estão assegurados, portanto eu permito a copia e reprodução gratuita, seja total ou parcial, não acarretando qualquer onûs financeiro aos interessados, porém, vedo o uso para fins lucrativos, toda reprodução para o público deve citar a fonte extraída, no caso o Técnico Linux - O Espaço do Software Livre e seja citada junto com um link para a postagem original, onde a referência deve estar numa fonte de tamanho igual ou maior a do texto, obviamente que os links citados não estão sujeitos ao mesmo termo. O conteúdo textual original desta página está disponível sob a licença GNU FDL 1.2.

Todas as marcas citadas pertencem aos seus respectivos proprietários. Os direitos autorais de todas as ilustrações pertencem aos respectivos autores, e elas são reproduzidas na intenção de atender ao disposto no art. 46 da Lei 9.610 - se ainda assim alguma delas infringe direito seu, entre em contato para que possamos removê-la imediatamente ou ainda lhe dar os devidos créditos.

Copyright © 2016 O Espaço do Software Livre