4° Aula - Instalação de programas no Ubuntu Linux: conheça as diversas maneiras

Depois de termos visto como instalar o Ubuntu Linux no VirtualBox e alguns dos aplicativos existentes, hoje veremos um pouco sobre os aplicativos de sistema e como instalar programas no Ubuntu! Confira!


Chegou agora? Quer acompanhar o Curso Linux desde do ínicio? Comece aqui!

Antes de começarmos vendo como instalar programas no Ubuntu, veremos um pouco sobre as tarefas administraivas no Linux!



Usuário Linux sem permissões - Fonte imagem

Tarefas Administrativas

No Ubuntu Linux, por razões de segurança, tarefas administrativas são restritas a usuários com privilégios especiais. Acesso administrativo é dado para determinados usuários, que podem usar o comando sudo para realizar tarefas administrativas.

A primeira conta que você criou neste sistema durante a instalação terá, por padrão, acesso a tarefas administrivas.

Quando você executa uma aplicação que requer privilégios de administrador (usuário root), será exigido a senha do mesmo. Isto assegura que aplicações suspeitas não possam danificar seu sistema!

O sudo [super user do] lembrará sua senha por um certo tempo, que por padrão é 15 minutos.Isso foi criado para permitir que os usuários executem várias tarefas administrativas sem que seja solicitada uma senha a cada comando.

Alguns Aplicativos de Sistema

Em Sistema > Administração, na barra de ferramentas você pode encontrar diversos aplicativos interessantes. Entre eles vou destacar:

- Drivers de hardware

Configura drivers de terceiros ou proprietários. Normalmente sua placa de vídeo não será reconhecida automaticamente (por ter um driver proprietário) por isso você deverá usar esse aplicativo.

- Gerenciador de pacotes Synaptic

Veremos ele de forma mais detalhada. Mas em resumo, ele é apenas o gerenciador dos softwares disponíveis no repositório do Ubuntu!

- Ferramentas de Rede

Você pode analisar e verificar sua configuração de rede!


Instalando pacotes no Ubuntu Linux

Ubuntu lida com a instalação do software de uma maneira muito diferente do Windows.



Essa é apenas uma das formas para se instalar pogramas - Fonte imagem

Se você quiser instalar uma aplicação no Windows, você normalmente deve comprar um CD contendo o software, ou baixar um pacote de instalação da Internet e em seguida executá-lo. Correto?

No Ubuntu, basta abrir um gerenciador de pacotes, onde você pode procurar o aplicativo que você deseja e cliquar em um botão para instalá-lo. E remover uma aplicação é mais simples.

Por padrão, somente as aplicações dos repositórios oficiais do Ubuntu software estão disponíveis em seu gerenciador de pacotes. Se você não consegue encontrar o aplicativo que você desejar nos repositórios padrão, você pode adicionar manualmente! Porém, isso não é recomendado por questões de segurança! Todos os softwares presentes no repositório são autenticados e seguros, portanto se você instala um software fora desse repositório, a instalação será por sua conta e risco!

Mesmo o Ubuntu mantendo um repositório seguro e universal, existem outras maneirs para instalar um software no Ubuntu Linux! Vejamos algumas delas:

Métodos de instalação

I - Repositórios




Como já vimos, o Linux usa um conceito diferente de instalação de programas, muito mais fácil e com segurança.

Central de Programas do Ubuntu fica no menu Aplicativos na barra principal.

Gerenciador de pacotes Synaptic é encontrado em Sistema > Administração > Gerenciador de pacotes Synaptic.
Basta procurar no campo de pesquisa, assinalar o programa e "aplicar". O Aplicativo é baixado e instalado automaticamente.

II - Pacotes .deb




Instalar programas por pacotes também é muito fácil. Basta dar 2 cliques no pacote que o programa é instalado.

Existem diferentes de tipos de pacotes, variando por distribuição por distrbuição:

Pacotes .deb e .rpm:

.deb é usado em distribuições derivadas do Debian. Nessa lista se encaixa o Ubuntu, Kubuntu, Xubuntu, Big Linux, Mint, Xandros, Linux Educacional, Insigne e outras distribuições.

Recomendo que leia também:

.rpm são distribuições próximas do Red Hat, como Fedora, Mandriva, OpenSUSE, CentOS, entre outras.


III - Arquivos .sh

Outro método de instalação é por arquivos com exetensão .sh

Para instalar:

1 - Clicar com botão direito do mouse e ir em "Propriedades";
2 - Ir na aba "Permissões" e assinalar "Permitir a execução do arquivo como programa";
3 - Clicar em "executar";

IV - Arquivos .exe do Windows




Isso mesmo! Pode-se instalar programas do Windows no Linux facilmente ;-) Para isso é necessário instalar um programa chamado WINE.

Para instalar o WINE é só procurar no Gerenciador de Pacotes Synaptic (visto anteriormente).

Depois de instalar o WINE basta dar 2 clique em cima do arquivo .exe (ou clicar com botão direito e escolher "Abrir com... WINE").

V - Instalação manual




Esse tipo de instalação é ruim para o usuário doméstico, porém de vez em quando precisa ser utilizada!

Geralmente dentro do arquivo (com extensão .tar,.targz) compactado vem instruções. Caso não venha vc terá que usar os comandos no Terminal:

1 - ./configure
2 - sudo make
3 - make install


Continue Lendo . . .

Saiba mais sobre o Wine
Saiba mais sobre a instalação manual 

Próxima aula . . .

Veremos com configurar nossa rede para se conectar com a Internet! Mas vou logo adiantando: quem instalou pelo virtualBox, conseguirá conectar com internet, o seu Ubuntu Linux, normalmente. Como?! Isso eu explicarei na próxima aula ;-)

E mais:

- Configurar sua rede internet via modem da Velox;
- Instalar alguns programas básicos;

Abcs a todos!! Até a próxima. . .!!! ;-)

Referências

Wiki do Ubuntu

Ubuntu Desktop Guide

Departamento de Informática e Estatística da UFSC - Página do GUI

Artigo originalmente publicado por Ricardo Ferreira Costa do Blog Linux Descomplicado

0 comentários:

O conteúdo deste blog/site pode e deve ser divulgado, conforme lei a 9.610/98 meus direitos estão assegurados, portanto eu permito a copia e reprodução gratuita, seja total ou parcial, não acarretando qualquer onûs financeiro aos interessados, porém, vedo o uso para fins lucrativos, toda reprodução para o público deve citar a fonte extraída, no caso o Técnico Linux - O Espaço do Software Livre e seja citada junto com um link para a postagem original, onde a referência deve estar numa fonte de tamanho igual ou maior a do texto, obviamente que os links citados não estão sujeitos ao mesmo termo. O conteúdo textual original desta página está disponível sob a licença GNU FDL 1.2.

Todas as marcas citadas pertencem aos seus respectivos proprietários. Os direitos autorais de todas as ilustrações pertencem aos respectivos autores, e elas são reproduzidas na intenção de atender ao disposto no art. 46 da Lei 9.610 - se ainda assim alguma delas infringe direito seu, entre em contato para que possamos removê-la imediatamente ou ainda lhe dar os devidos créditos.

Copyright © 2016 O Espaço do Software Livre