segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Aprenda algumas características do Inkscape desenhando uma bonita xícara de café vetorizada, com direito a colherzinha, espuma e até vapor subindo


O Inkscape é um software livre para criação profissional de imagens vetoriais. Trata-se de uma alternativa completa e gratuita, recheada de ferramentas avançadas para criação de desenhos vetoriais de qualidade, tão eficaz quanto seus concorrentes consagrados - o Adobe Illustrator e o Corel Draw.

O ponto forte do Inkscape não é tanto o fato de ser um software gratuito. Além da rapidez com que inicia e realiza suas tarefas, ele oferece um conjunto variável e intuitivo de ferramentas extremamente poderosas. Tudo isso numa interface bastante prática, com botões bem desenhados, sugestivos e completamente traduzido para o idioma português (Brasil). Trata-se, sem dúvida, de uma alternativa de impor respeito e à altura dos grandes softwares da criação gráfica.

Neste tutorial você verá - passo a passo - uma pequena amostra do poder do Inkscape.

Passo 1

Ao abrir o Inkscape, provavelmente ele já lhe dará uma página em branco para você começar a trabalhar. Neste tutorial, vamos começar desenhando o prato onde a xícara de café ficará repousada. Inicialmente o nosso prato será formato por quatro elipses diferentes. Mais adiante, mais duas elipses e outros dois objetos se juntarão para dar os retoques finais em nosso prato.

Vamos começar? Selecione a ferramenta Elipse (tecla de atalho F5) a partir da caixa de ferramentas. Em seguida, desenhe uma elipse nas mesmas proporções exibidas na imagem abaixo.

Provavelmente será necessário mudar as cores de preenchimento e o contorno de nossa elipse. É simples! Basta selecionar sua elipse e abrir a janela Preenchimento e Contorno, indo ao menu "Objeto" e selecionando a opção "Preenchimento e contorno..." (ou se preferir, use as teclas de atalho Ctrl+Shift+F). Na guia "Cor de contorno", clique no botão "X" para eliminar o contorno de nossa elipse, conforme mostra a figura abaixo.


Sempre que precisar, clique em qualquer uma das imagens para ampliá-la.



Outra alternativa para se remover o contorno de um objeto é você clicar com o botão direito do mouse no primeiro quadro da paleta de cores do Inkscape, localizada no rodapé do programa, onde aparece um "X". Ao aparecer o menu de contexto, basta selecionar a opção "Aplicar ao contorno".


Passo 2

Agora vamos preencher nossa elipse com um efeito de preenchimento radial. Não se preocupe, com o Inkscape é muito simples fazer isso. Lembre-se que o objeto que você vai trabalhar precisa estar selecionado.


Na guia de preenchimento (na janela de Preenchimento e Contorno), clique no botão gradiente radial, conforme indica a seta na imagem abaixo. Por padrão, o Inkscape preencherá automaticamente a elipse com um gradiente que vai de uma cor sólida, descanescendo até o transparente.

Nosso objetivo é fazer um gradiente com dois tons de cinza. Clique no botão Editar abaixo do gradiente. A janela "Editor de gradiente" irá se abrir. Agora você pode editar os intervalos do gradiente com cor que você quiser e a transparência que preferir. Defina o primeiro intervalo com um tom claro de cinza (e6e6e6ff). Defina a segunda parada para um tom mais escuro de cinza (999999ff). Verifique se opacidade da cor para ambas as cores está definido para 100% (que significa que a cor será sem transparência).


Um outro método muito prático que você pode usar para aplicar ou editar um degradê, é usando a ferramenta Gradiente (o décimo sexto botão da barra de ferramentas, de cima para baixo - ou tecla de atalho Ctrl+F1). Clicamos nela e depois no objeto para criarmos a alça de edição. Através dessa alça, podemos usar os pontos chave para alterar as cores, deslocar o posicionamento e intensidade do degradê ou ainda alteramos seu ângulo.

Ficou difícil de entender? Vou explicar melhor... Quando clicamos num objeto com a ferramenta gradiente acionada, essa ferramente exibe uma linha azul no interior desse objeto. Em cada extremidade da linha do gradiente existem pontos clicáveis que assinalam o começo e o final do gradiente. O início do gradiente é marcado por um pequeno quadrado de branco que, após clicado, assume a cor azul - indicando que está ativo para a troca de cor. O fim do gradiente é marcado por uma pequena bolinha branca que também assume a cor azul quando clicada, também indicando que está apta a receber outra cor. Esses pontos que marcam o início e o fim do gradiente chamamos de "alças". É através dessas alças que atribuímos a cor e o ângulo desejado do nosso degradê. Além disso, ainda existe a possibilidade de criarmos outros pontos intermediários ao longo da linha, possibilitando a criação de gradientes multi-coloridos ou com alternância de tonalidades. Enfim, trata-se de uma ferramenta de enorme utilidade.

Para ajustar as cores, basta selecionar o ponto da alça (o quadrado ou a bolinha) que desejamos alterar e clicar sobre a cor desejada diretamente na barra de cores. Esse ajuste de cor através da alça de edição também pode ser feito numericamente dentro dos quadros RGBA na janela de preenchimento e contorno. Dessa forma, nosso prato pode ter seu degradê editado conforme os parâmetros abaixo: 
A cor cinza de código e6e6e6ff deve ser obtida informando os seguintes valores:

R = 230
G = 230
B = 230
A = 255

A cor cinza mais escura, de código 999999ff deve ser obtiva com os valores:

R = 153

G = 153

B = 153

A = 255

A combinação de cores RGBA deve ser inserida nos seus respectivos quadros, na janela Preenchimento e contorno, na aba Preenchimento, conforme exemplo da figura abaixo:


Passo 3

Nossa elipse ainda está longe de se parecer com um prato. Calma! Nós vamos chegar lá!

Bom, você precisa ajustar o tamanho e o centro do gradiente em relação à sua elipse. Arraste as alças do gradiente dentro da elipse de maneira que seu posicionamento corresponda à imagem acima.

Se alça de edição do gradiente não estiver visível, basta clicar na ferramenta Gradiente da caixa de ferramentas (tecla de atalho Ctrl+F1), conforme citado no último parágrafo do passo 2. Terminada essa etapa, sua imagem deverá estar igual ao que se vê na figura abaixo.

Se você é do tipo detalhista, para sua referência a elipse aqui possui exatamente 78,542 mm de largura por 42,763 mm de altura.



Passo 4

A elipse seguinte será a responsável por formar uma pequena borda lateral ao redor do prato. A maneira mais rápida e fácil de se fazer isso é duplicando a elipse que você acabou de criar. Vá ao menu Editar e escolha a opção Duplicar (ou use as teclas de atalho Ctrl+D). As elipses duplicadas estarão sobrepostas. Usando o mouse, mova uma das elipses um pouco para o alto para que você possa visualizar melhor a tarefa a ser realizada na elipse que havia ficado escondida por baixo. Em seguida, preencha-o com um gradiente linear.

Para isso, use a ferramenta Gradiente existente na barra de ferramentas, selecione o botão gradiente linear e arraste uma linha reta, na horizontal no interior de nossa elipse duplicada. O gradiente aplicado apresentará uma cor sólida desvanecendo até o transparente, conforme a imagem abaixo:


Clique em cada alça do gradiente para ativá-la (a bolinha ou o quadrado ficarão preenchidos de azul) Com a alça do gradiente selecionada, edite os valores dos quadros RGBA para os seguintes valores:


Quando o modo de edição do gradiente está ativo, o cursor do mouse na janela de trabalho do Inkscape se apresenta com o formato abaixo:


O ponteiro com esta aparência serve para lhe alertar que a edição do gradiente está ativo e qualquer clique acidental do mouse dentro da janela de trabalho irá recriar a linha de edição do gradiente para a área clicada. Então, tome cuidado!

Aproxime o mouse até a linha do gradiente. Ao aproximar o cursor da linha, ele se transformará. Será acrescido de um sinal de "+", como na figura abaixo:


O ícone acima indica que uma nova alça de edição pode ser adicionada naquele local, em sua linha de gradiente. É isso que faremos agora em nossa elipse. Adicione uma nova alça dando um duplo-clique com o mouse aproximadamente no centro da linha, conforme mostra a figura abaixo.

Sua linha de gradiente ficará com três alças. Cada uma delas deve possuir as mesmas configurações de cor, como mostra a figura abaixo:


Você deve estar se perguntando qual o sentido de se criar um preenchimento degradê com três cores exatamente idênticas? Você tem razão. Se nossa elipse terminasse assim realmente seria um procedimento totalmente sem sentido. Mas ainda temos que acrescentar mais duas alças de cores. É o que vamos fazer agora.

Aproxime o mouse até a primeira metade de nossa linha e quando o cursor indicar o sinal de "+" dê um duplo-clique para criar uma nova alça de edição. Faça o mesmo na segunda metade da linha do gradiente, conforme mostra a figura abaixo:


Agora selecione e edite as cores de cada um dos pontos intermediários da seguinte maneira:

Após terminar, sobreponha a primeira elipse apenas a alguns pixels de distância acima desta segunda elipse. Se por alguma razão esta segunda elipse estiver à frente da primeira, você deverá posicioná-la atrás, indo no menu Objecto e escolher a opção Enviar para trás.

O objetivo é que nossa arte até aqui fique idêntica à figura abaixo:



Observe que nosso prato agora tem uma borda lateral e com isso acrescentamos um aspecto de volume. Pela primeira vez podemos ter a sensação de que nosso desenho se trata de um objeto sólido, embora ainda não se assemelhe com nenhum objeto conhecido.

Passo 5

Crie uma sombra abaixo das duas elipses. Para fazer nossa sombra, duplique uma das elipses já criadas ou crie uma nova elipse. Na janela Preenchimento e Contorno, na guia Preenchimento, defina a cor R=102, G=102, B=102 e A=255. No controle deslizante "Desfoque" mova-o até o valor 8,0.

Agora, posicione a elipse abaixo de tudo, indo no menu Objeto e selecionando a opção Enviar para trás.

Eis o resultado:


Passo 6

Agora vamos criar a área central.

Desenhe uma elipse um pouco menor do que as duas anteriores como mostrado na imagem abaixo (ou se preferir duplique a elipse superior e diminua seu tamanho). Aqui usei uma elipse com 42,033 mm de largura por 21,934 mm de altura. Na janela Preenchimento e Contorno (Ctrl+Shift+F), na guia Preenchimento, preencha esta elipse com uma cor cinza sólida (R=153, G=153, B=153 e A=255).

Na guia Cor do contorno dê-lhe a cor R=151, G=151, B=151 e A=100. Na guia Contorno defina a largura para 1,693 mm.

Posicione a área central no meio do nosso prato, de modo que corresponda à figura abaixo:


Nosso prato está quase pronto. Ainda iremos acrescentar nele mais alguns detalhes, mas iremos deixar isso um pouco mais para o final. O aspecto do nosso prato até aqui parece estar bastante escuro. Não se preocupe, é proposital. Nosso prato oferecerá contraste com a xícara e o conjunto final será bastante harmônico nos detalhes de luzes e sombras.

De momento, apenas acrescentar uma outra sombra, por baixo de tudo.


Aqui usei uma sombra com 148,245 mm de largura por 76,762 mm de altura, com as cores RGBA em 204, 204, 204, 255 e com nível de desfoque em 12,4.

Agora começaremos a construir a xícara de café.

Passo 7

Vamos começar pelo desenho do formato da xícara usando mais uma vez outra elipse. Aqui você já deve ter notado que elipses são "paus para toda obra". Realmente as elipses oferecem uma praticidade imensa num desenho vetorial. Como uma bola de barro nas mãos de um habilidoso oleiro, as elipses agilizam muito o trabalho, pois elas nos oferecem a possibilidade de moldá-las de infinitas maneiras.

Muito bem, mãos à obra!



Se você já tem alguma intimidade com desenhos vetoriais e com o Inkscape, pule esta etapa e siga a dica que se encontra no ícone da lâmpada, mais abaixo. Mas só faça isso se você já conhece as técnicas de modelagem, pois precisará conhecê-las para produzir outros elementos de nosso desenho. 

Desenhe uma elipse normal. Nesse momento, não se importe com o tamanho, o formato ou a cor (obviamente só não pode ser branca ou transparente, pois você precisa enxergá-la). Depois iremos ajustar esses detalhes em nossa elipse.


Desenhada a nossa elipse, iremos moldá-la para o formato externo de nossa xícara.

Vá no menu Caminho e escolha Converter em caminho (teclas de atalho Ctrl+Shift+C). Aparentemente nada aconteceu. Mas não se engane. Estruturalmente houve uma mudança significativa em sua elipse. Ela deixou de ser uma figura geométrica e agora é um desenho em curvas de bézier.


Pegue a ferramenta Editor de nós (a segunda ferramenta de cima para baixo, na barra de ferramentas) ou, se preferir, pressione a tecla F2.

Nossa elipse possui quatro pontos - acima, abaixo e em ambas as laterais. Esses pontos, chamados nós, são as áreas de controle do desenho. Clique num dos nós da figura e você verá as linhas de edição que formam o gráfico vetorial da elipse, junto aos seus quatro pontos, conforme a figura abaixo:



Nosso objetivo agora é eliminar o ponto superior da elipse, pois não iremos precisar dele. Com a ferramenta Editor de nós, selecione o ponto (ou nó) no alto da elipse. O pequeno quadrado se tornará preenchido de azul, conforme mostra a figura abaixo.


O Inkscape possui barra uma ferramentas dinâmica, chamada de Barra de Controle de Ferramentas. Observe que a cada ferramenta que você clica, uma barra localizada abaixo dos menus se modifica, exibindo vários botões e configurações ajustáveis para àquela ferramenta selecionada. Por padrão, o Inkscape traz essa barra ativada. Mas caso ela não esteja visível, vá até o menu "Exibir", desça até a opção "Exibir/ocultar" e escolha a opção "Barra de controle de ferramentas".

Quando a ferramenta Editor de nós está selecionada, a barra de controle de ferramentas exibe a seguinte aparência:


A barra agrupa todos os controles e ajustes possíveis de se trabalhar com o Editor de nós.


Com o ponto superior da elipse selecionado (atenção, pois somente este nó deve estar selecionado), clique na segunda opção da barra de controle de ferramentas, representada pelo ícone de um nó, com um sinal de subtração acima dele.

O comando serve para excluir os nós que estiverem selecionados. Após acionarmos esta opção, nossa elipse terá seu nó superior removido e sua aparência pode ficar mais ou menos parecida com a imagem abaixo:

Com a tecla shift pressionada, clique com o mouse nos dois pontos laterais para que ambos os nós fiquem selecionados. Se quiser, também com a ferramenta editor de nós, arraste o ponteiro do mouse pela tela, numa distância suficiente para cobrir os dois nós com um retângulo. Dessa forma também é possível selecionar um conjunto de nós e trata-se de uma alternativa particularmente útil quando se é necessário selecionar um conjunto numeroso de nós.

Como em nosso caso precisamos selecionar somente dois nós, podemos até nos dar o capricho de selecionar um a um.


Estando ambos os nós laterais selecionados, clique na décima primeira opção da barra de controle de ferramentas, responsável por converter segmentos selecionados em linhas retas.

Nossa figura deverá assumir uma aparência próxima da imagem abaixo. Algumas diferenças podem acontecer. Se for o caso, use o mouse para fazer os devidos ajustes no formato das curvas para que a figura fique o mais parecida o possível com o formato abaixo. 

Neste tutorial, mostrei a modelagem da elipse dessa forma para que você fique familiarizado com algumas técnicas de desenho vetorial, já que iremos usar essa técnica de modelagem mais adiante. Entretanto, como praticamente eliminamos nossa elipse pela metade, há outro método muito simples que você pode (e deve) usar para chegar ao mesmo resultado. A técnica consiste em alterar a posição do ponto final da elipse, de forma a desenhar um arco - como se fosse uma pizza cortada ao meio. Após desenhada a elipse, mova o pequeno círculo que aparece no canto direito da figura, no sentido inverso aos ponteiros de um relógio, até abrir um ângulo de 180 graus (o que corresponderá exatamente à figura acima). Após isso, com a figura selecionada, converta em caminho e pronto!Chegamos ao mesmo resultado.

Para sua referência, essa parte da xícara está com 55,437 mm de largura por 40,116 de altura. 

Crie um gradiente radial no corpo da xícara, conforme a figura abaixo. Nosso gradiente deve ser posicionado de tal modo a produzir um efeito de sombreamento que transmita a ideia de objeto"arredondado".

Não irei dar detalhes sobre como criar e editar esse efeito, já que se trata da mesma técnica usada anteriormente, quando fizemos o prato. A partir daqui as etapas que iremos seguir serão menos explicativas, pois trata-se de repetições de tarefas que já realizamos.

Passo 8

Vamos começar desenhanho uma nova elipse que irá formar a borda da xícara. Esta elipse deve corresponder perfeitamente à xícara em largura. A quantidade de curva deve ser proporcional à mesma que foi usada no prato. Qualquer alteração nessas características, seu desenho ficará com um conjunto fora de perspectiva e totalmente irregular. 


Caso tenha dificuldade, recomendo que duplique uma das elipses usadas na construção do prato e reduza-a proporcionalmente para a largura superior da xícara.

No meu caso, a elipse ficou com 55,437 mm de largura por 25,039 mm de altura. Observe que os 55,437 mm equivale exatamente à largura da xícara que mencionei no passo 7.

Nesta elipse não precisa aplicar degradê. Apenas preencha-a com 10% de cinza (10% gray), diretamente da paleta de cores padrão do Inkscape. Encaixe-a com cuidado na borda da xícara. A largura total da elipse deve ficar perfeitamente encaixada na extremidade superior da xícara conforme mostra a figura abaixo.


Passo 9

Agora duplique a elipse anterior e reduza-a um pouco de modo a formar a borda da xícara. Esta nova elipse ficará posicionada no centro e acima da elipse anterior. Aplique nesta elipse um gradiente radial de branco até 30% de cinza. Em seguida, ajuste as alças do gradiente para corresponder à imagem abaixo. Isso dará a ilusão ótica de que existe uma concavidade na figura que estamos desenhando.


Passo 10

A etapa seguinte é criar o café no interior da xícara. Obviamente, precisamos dar uma aparência realística, criando uma forma que "encaixe" o café dentro dos limites de nossa elipse central. Com isso, produziremos a sensação visual de que o café está dentro da xícara.

Aqui, explico como fazer isso. Acompanhe as explicações abaixo e cada número em suas respectivas figuras:

1 - Duplique a elipse que fizemos no passo 9 (a do interior da xícara) e dê a esta elipse duplicada uma cor marrom. Desloque-a um pouco para baixo, posicionando-a na altura que o café deverá estar dentro da xícara. 

2 - Em seguida, duplique mais uma vez a elipse do interior da xícara e posicione-a por cima de nossa elipse representando o café. Agora, usando a tecla Shift do teclado, selecione tanto a elipse duplicada quanto a elipse do café. Feito isso, vá no menu Caminho e escolha Intercessão (ou teclas de atalho Ctrl+*).

3 - Fazendo o café parecer café: aplique um preenchimento radial que vai do marrom mais escuro (28170bff - ou RGBA 40, 23, 11, 255) até um marrom um pouco mais mais claro (784421ff - ou RGBA 120, 68, 23, 255). Faça com que o preenchimento radial corresponda ao que se vê na figura 3. 

4 - Duplique a camada do "café" e, sem movê-la, aplique-a um preenchimento linear, na posição vertical, iniciando-se do preto até o transparente.

5 - Você deve terminar esta etapa com uma forma parecida com o café dentro da xícara. Você pode ajustar os gradientes, se achar necessário, para tornar a aparência mais realística o possível. 


Passo 11

Vamos adicionar ainda mais realismo ao nosso café. Crie uma forma, com a ferramenta CanetaBézier, que corresponda à figura abaixo. Depois aplique um gradiente linear na vertical, com início em 100% de opacidade (totalmente opaco), na parte superior e 0% de opacidade na parte inferior. A linha do gradiente deve ser posicionada conforme a figura abaixo. A figura à direita, com fundopreto, é para que você possa ver o resultado.


Mova o gradiente para dentro da xícara e posicione-o na região superior do café, acompanhando a curvatura da xícara, mas sem encostar na beirada, mantendo alguns pixels de distância da borda da bebida. Veja como ficou na imagem abaixo. 


Crie a espuminha do café. Use a Caneta Bézier para desenhar a primeira forma com a cor de preenchimento RGBA 212, 170, 0, 255. Depois crie algumas dezenas de pequenas elipses de tamanhos variados, com a mesma cor de contorno usada para o desenho anterior, preenchimento transparente. Neste tutorial, usei espessura de contorno em 0,282 mm.


Junte as partes e coloque dentro da xícara, beirando o café. O resultado se vê abaixo:


Passo 12

Desenhar a alça da xícara é uma tarefa simples. Pegue a ferramenta Caneta Bézier para desenhar uma forma semelhante à alça mostrada abaixo. Depois crie um gradiente radial com três cores: começando com branco, no meio 50% de cinza e terminando com 20% de cinza (nas extremidades do degradê). Estando tudo ok, basta encaixar a alça na lateral da xícara.


Passo 13

Crie uma elipse para aplicar como sombra por baixo de nossa xícara (entre a xícara e o prato). Aqui não tem segredo, uma elipse na cor preta, um pouco menor do que a elipse central do nosso prato, com o controle deslizante de desfoque em cerca de 17%. 

Vamos fazer também alguns detalhes de acabamento à nossa xícara. Afinal, não estamos desenhando uma xícara qualquer. Xícara bacana tem que ter pelo menos alguns detalhes, algo em alto relevo, algumas pinturas geométricas, ou qualquer coisa nesse sentido.

Aqui, nosso tutorial se tornaria exageradamente imenso caso eu fosse explicar como fazer algum desenho mais complexo para nossa xícara. Irei adotar um desenho mais simples, apenas algumas faixas azuis. Isso já será suficiente para dar um visual totalmente novo para nossa xícara.

Crie uma elipse com as mesmas proporções da borda da xícara. Preencha de azul (sem contorno). Para este tutorial eu usei a cor RGBA 0, 68, 170, 255.

Duplique esta mesma elipse. Desloque um pouquinho a elipse duplicada para uma posição alguns pixels mais acima e também aumente um pouco o tamanho dessa elipse de cima.

Para que você possa entender, eu reproduzo abaixo o procedimento. Colori a elipse que está na posição superior com a cor laranja apenas para mostrar o que será feito. Aqui, o que nos interessa é a elipse azul.


Estando as duas elipses prontas e posicionadas conforme a figura acima, selecione as duas elipses, vá no menu Caminho e escolha a opção Diferença (ou Ctrl + sinal de subtração). Isso provocará na elipse debaixo - a azul - o corte e a eliminação de todo desenho que houver selecionado acima dela - no nosso caso, a elipse laranja. Veja o resultado:



A elipse laranja foi totalmente removida, eliminando juntamente a mesma área selecionada na elipse abaixo dela. O que sobrou foi um filete azul - correspondendo à parte que estava para fora da elipse laranja - e que não foi atingida pelo corte. É esse filete que iremos aproveitar em nossa xícara. 

Passo 14

O resultado do procedimento acima é que criamos uma curva em perspectiva. Agora basta duplicar os filetes e adicioná-los à nossa xícara. Cuide para que cada filete fique perfeitamente encaixado até aos limites da largura corpo da xícara e não se esqueça que todos os filetes devem acompanhar a curvatura da borda da xícara. 

Terminada a xícara, use a mesma técnica para desenhar os filetes para o prato. A diferença é que para fazer os filetes do prato, o corte será feito na área central da elipse azul - ou seja, a sobra do recorte deverá ser uma linha circular. Note que o prato deve passar a ideia de ser ligeiramente curvo. Para realçar esse efeito, os filetes que passam por trás e nas laterais da xícara devem ser distribuídos de maneira que fiquem ligeiramente mais espaçados do que na parte da frente.

Passo 15

Vamos criar um reflexo lateral para a xícara e o prato dando ainda mais realismo. Com a ferramenta Caneta Bézier, desenhe duas formas para a xícara e outras duas para o prato, como na imagem abaixo. As formas devem acompanhar a curvatura da xícara. Cor de preenchimento deve ser branca. Para a xícara, arraste o controle deslizante de opacidade para 40%. Essa figura do reflexo deve ficar sobrepondo à xícara e às linhas coloridas.

Para os reflexos no prato, crie um preenchimento gradiente linear branco, com o controle deslizante de opacidade iniciando em 0% e terminando em 40%. As formas a serem criadas para o reflexo no prato também devem ser curvadas, porém no sentido horizontal.

Eis o resultado:

 
Passo 16

Para fazer a colherzinha usei três formas sobrepostas, cada qual com um preenchimento gradiente linear diferenciado. Obviamente o que precisamos construir é apenas a parte da colher que fica para fora do café.

Use a caneta bézier para fazer a primeira imagem e aplique o efeito gradiente. Duplique a primeira imagem e nesta segunda peça, aplique o respectivo gradiente. Agora duplique mais uma vez e diminua seu tamanho de modo que preencha a área central da nossa colherzinha. Juntando as três partes, o resultado deve ser conforme se vê abaixo:

Posicione a colhe no canto esquerdo da xícara.

Construa uma pequena figura conforme mostra a imagem abaixo, com preenchimento preto. Posicione-a como na imagem, produzindo o reflexo da colher dentro do café.


Passo 17

Agora vamos para o vapor subindo do café.

Nosso vapor foi construído com três formas brancas, sobrepostas, em que foi aplicado um desfoque significativo. Use a Caneta Bézier para desenhar as três formas.

Depois de prontas as três figuras deverão ficar posicionadas mais juntas, logo na região acima do café. As três figuras juntas apresentam a seguinte distribuição:


Em cada uma das três formas apliquei 41,1% de opacidade. O que difere é o nível de desfoque aplicado em cada um dos "vapores", cujo resultado pode ser observado na figura abaixo. No primeiro da esquerda, o controle deslizante de desfoque ficou definido em 12,2. O vapor central recebeu o maior nível de desfoque. Para transmitir uma sensação maior de calor emitido, recebeu o valor 23 de desfoque no controle deslizando. A terceira forma serviu para delinear um pouco o vapor, recedendo um menor nível de desfoque, com o controle deslizando posicionado em 7,4.

O resultado observa-se abaixo:

Aqui represento a imagem do vapor em tonalidades de cinza apenas para fins de visualização. No desenho finalizado ele deve ser branco.

FINALIZAÇÃO

Vamos posicionar o vapor logo acima do nosso café. Para dar um realce geral em nossa imagem, aplicamos um fundo marrom escuro, na cor RGBA 43, 17, 0, 255. A sombra que existia anteriormente na área central abaixo de todo o desenho, criada no final do passo 6, alterei sua cor de maneira a se transformar num efeito de iluminação. As cores RGBA da sombra passaram a ser 160, 90, 44, 255.

Agora você tem uma belíssima imagem vetorizada de uma xícara de café criada no Inkscape. Espero que tenha gostado.

Aos profetas do negativismo, espero que este tutorial sirva para provar o poder e a capacidade do Inkspcape.

Aos que querem aprender e estão em dúvidas, também espero que este tutorial tenha sido informativo o suficiente para demostrar algumas das principais características do Inkscape.

Fonte e Créditos: 
Este tutorial foi feito pelo Luiz Rezende do Blog Valeu Cara

0 comentários: