Como usar o Google Art Project


Permitir o acesso a galerias de arte completas sem que você precise sair da frente do computador. É esse o objetivo do Google Art Project, uma espécie de Street View que reúne milhares de quadros, ilustrações e fotografias em seu banco de dados. Além permitir que você examine livremente qualquer obra, o serviço também garante um tour virtual de vários museus espalhados por todo o mundo.

Neste artigo, fornecemos as instruções básicas para que você navegue pelo site sem qualquer espécie de problema. Além de ensinar como trocar as imagens exibidas, damos instruções de como acessar o recurso que permite visitar os locais onde os trabalhos estão expostos.
Filtros


Na parte superior esquerda do Google Art Project, estão disponíveis quatro filtros desenvolvidos pela Google.
Coleções


Mostra a lista completa dos museus e instituições que contribuíram para o projeto. Basta clicar sobre qualquer um deles para acessar as galerias correspondentes.


Um filtro disponível na parte inferior da tela permite que você exiba um mapa onde são destacadas as instituições que contribuíram para o site.
Artistas


Exibe em ordem alfabética todos os nomes dos artistas responsáveis pelos trabalhos que fazem parte do Google Art Project.
Obras de arte


Mostra, na forma de miniaturas, todas as obras de tarde reunidas no site.
Galerias dos usuários


Ao clicar nessa opção, você tem acesso a todos aos grupos de imagens criados por outros visitantes do serviço.
Visualizando e trocando de imagem


Caso uma imagem o interesse, basta um clique para que ela passe a ser exibida de forma destacada na tela — para reduzir ou aumentar seu tamanho, use o scroll do mouse (a famosa rodinha). Deixe o ponteiro do acessório sobre a parte inferior da tela para exibir uma lista das outras obras de arte disponíveis na mesma galeria e, caso alguma o interesse, clique sobre ela para exibi-la.

Tour virtual

Para realizar uma visita virtual a um dos diversos museus contemplados pelo sistema, fique atento ao canto esquerdo da tela. Caso a opção “Visualização de museu” (exibida na imagem abaixo) esteja disponível, clique sobre ela para acessar o recurso.


O tour virtual acontece de forma idêntica ao Google Street View, permitindo que você use o ponteiro do mouse para mudar o ângulo de visualização e se movimente pelos ambientes disponíveis. Para facilitar o processo, um pequeno mapa é exibido no canto esquerdo da tela, destacando o local do edifício em que você está e a quantidade de andares disponíveis.


0 comentários:

O conteúdo deste blog/site pode e deve ser divulgado, conforme lei a 9.610/98 meus direitos estão assegurados, portanto eu permito a copia e reprodução gratuita, seja total ou parcial, não acarretando qualquer onûs financeiro aos interessados, porém, vedo o uso para fins lucrativos, toda reprodução para o público deve citar a fonte extraída, no caso o Técnico Linux - O Espaço do Software Livre e seja citada junto com um link para a postagem original, onde a referência deve estar numa fonte de tamanho igual ou maior a do texto, obviamente que os links citados não estão sujeitos ao mesmo termo. O conteúdo textual original desta página está disponível sob a licença GNU FDL 1.2.

Todas as marcas citadas pertencem aos seus respectivos proprietários. Os direitos autorais de todas as ilustrações pertencem aos respectivos autores, e elas são reproduzidas na intenção de atender ao disposto no art. 46 da Lei 9.610 - se ainda assim alguma delas infringe direito seu, entre em contato para que possamos removê-la imediatamente ou ainda lhe dar os devidos créditos.

Copyright © 2016 O Espaço do Software Livre