Os 4 níveis do programador em relação aos testes


Classificar é uma tarefa difícil, mas vamos tentar agrupar os programadores em 4 níveis em relação aos testes:

1) O atrasado: Ele não sabe o que é um teste. Ele escreve seu código, coloca em produção e nem se lembra que o software pode não funcionar como ele espera.

2) O ingênuo: Ele sabe como escrever testes mas não enxerga muito valor. Normalmente escreve testes por obrigação ou para não passar vergonha diante da equipe. Ele é do tipo que se o build está quebrado e alguém pede para ele consertar, ele comenta o teste e faz git push. Também reclama muito que escrever testes demora muito e ele seria muito mais produtivo se não tivesse que testar.

3) O extremista: Ele valoriza o teste de forma extrema. Para ele, todo código deve ser testado. 100% de cobertura é o objetivo é a maior garantia. Até utiliza técnicas como TDD, BDD e outras, mas o que importa mesmo é ter teste para tudo, inclusive para código que ele não escreveu. Quanto mais teste por linha de código melhor.

4) O experiente: Ele entende que o principal objetivo dos testes é fornecer garantias. Compreende que nem tudo precisa ser testado e nem tudo é viável de testar. Por experiência e prática, ele testa aquilo que pode quebrar e não gasta tempo com testes inúteis que levam tempo demais para serem escritos. Pratica TDD quando faz sentido e não fica preso a “regrinhas”.

0 comentários:

O conteúdo deste blog/site pode e deve ser divulgado, conforme lei a 9.610/98 meus direitos estão assegurados, portanto eu permito a copia e reprodução gratuita, seja total ou parcial, não acarretando qualquer onûs financeiro aos interessados, porém, vedo o uso para fins lucrativos, toda reprodução para o público deve citar a fonte extraída, no caso o Técnico Linux - O Espaço do Software Livre e seja citada junto com um link para a postagem original, onde a referência deve estar numa fonte de tamanho igual ou maior a do texto, obviamente que os links citados não estão sujeitos ao mesmo termo. O conteúdo textual original desta página está disponível sob a licença GNU FDL 1.2.

Todas as marcas citadas pertencem aos seus respectivos proprietários. Os direitos autorais de todas as ilustrações pertencem aos respectivos autores, e elas são reproduzidas na intenção de atender ao disposto no art. 46 da Lei 9.610 - se ainda assim alguma delas infringe direito seu, entre em contato para que possamos removê-la imediatamente ou ainda lhe dar os devidos créditos.

Copyright © 2016 O Espaço do Software Livre