Painel para Gerenciar Simuladores Phet - feito em Gambas3


"PhET oferece gratuitamente simulações de fenômenos físicos divertidas, interativas e baseadas em pesquisa. Acreditamos que nossa abordagem com base em pesquisa incorpora descobertas de pesquisas prévias e nossos próprios testes, habilitam os alunos a fazer conexões entre os fenômenos da vida real e a ciência básica, aprofundando a sua compreensão e apreciação do mundo físico.

Para ajudar os alunos a compreender conceitos visuais, as simulações PhET animam o que é invisível ao olho através do uso de gráficos e controles intuitivos, tais como clicar e arrastar a manipulação, controles deslizantes e botões de rádio. A fim de incentivar ainda mais a exploração quantitativa, as simulações também oferecem instrumentos de medição, incluindo réguas, cronômetros, voltímetros e termômetros. À medida que o usuário manipula essas ferramentas interativas, as respostas são imediatamente animadas, assim ilustrando efetivamente as relações de causa e efeito, bem como várias representações relacionadas (movimento dos objetos, gráficos, leitura de números, etc)

Para garantir a eficácia educacional e usabilidade, todas as simulações são exaustivamente testadas e avaliadas. Estes testes incluem entrevistas a alunos, além de utilização efetiva das simulações em uma variedade de configurações, incluindo palestras, trabalhos em grupo, temas de casa e trabalhos de laboratório. Nosso sistema de classificação indica que nível de teste foi completado em cada simulação."

Neste vídeo temos uma introdução em inglês sobre as Simulações:

No canal mantido pela PhET, tem mais alguns vídeos (em Inglês).

Veja abaixo, no vídeo, uma excelente definição para o PheT, de Kleber Serra.

Resolvemos criar um Painel em Gambas 3, para facilitar a utilização OFFLINE das Simulações PheT, baixamos e indexamos 105 simulações, todas em Português, neste painel que tem 7 abas, temos uma pequena screenshot (imagem) da simulação e para usá-la basta dar um clique na imagem ou simulção escolhida que ela será aberta em seguida.

Veja ai as 7 telas do nosso painel, para navegar entre as abas dentro do programa, clique na aba que deseja abrir, na parte superior da tela.

 Aba 1 ou Tela 1 - 20 Simulações

Aba 2 ou Tela 2 - 20 Simulações

Aba 3 ou Tela 3 - 20 Simulações

Aba 4 ou Tela 4 - 20 Simulações

Aba 5 ou Tela 5 - 20 Simulações

Aba 6 ou Tela 6 - 5 Simulações

 Aba 7 ou Tela 7 - Créditos e Links
O vídeo, abaixo, foi feito para apresentar o indexador que foi construído, em Gambas3, com o intenção de facilitar e organizar a visualização e acesso as Simulações que são disponibilizadas no http://phet.colorado.edu ...



Todos os Créditos, Imagens, Logos e Direitos devem ser dados aos criadores da Simulações, que neste caso é:

Simulações PhET

Todas as simulações disponíveis em http://phet.colorado.edu são recursos educacionais abertos disponíveis sob licença Creative Commons Attribution (CC-BY).

É concedida permissão para usar, compartilhar ou redistribuir livremente as sims PhET sob a licença CC-BY. A seguinte atribuição é exigida:

PhET Interactive Simulations
University of Colorado Boulder
http://phet.colorado.edu

Resultados da 1ª Aula de Robótica 2016

Estivemos em visita de acompanhamento do Projeto Sábado na Escola 2016, nas Unidades Educacionais da Rede Municipal de Volta Redonda e que desenvolvem a Robótica Educacional com Hardware e Software Livres, nesta primeira semana, três escolas iniciarão suas atividades: 

E.M.Paulo VI - Michelle Rezende
E.M. Profª Maria Rosa Rodrigues - Catiene Fernandes
E.M.Dr.: Jiulio Caruso - Luiz Felipi

Na oportunidade, conversamos com os alunos sobre o Projeto e agradecemos o apoio recebido pelas Equipes Diretivas, dos Coordenadores, dos Implementadores e a confiança dos pais na realização do trabalho. 

Registro destes momentos!

E.M.Dr.: Jiulio Caruso - Luiz Felipi

E.M. Paulo VI - Michelle Rezende

E.M. Paulo VI - Michelle Rezende

E.M. Profª Maria Rosa Rodrigues - Catiene Fernandes

E.M. Profª Maria Rosa Rodrigues - Catiene Fernandes

Vetorizando com INKSCAPE

Depois que vi esse vídeo de Barbara Tostes em seu canal no youtube, mostrei alguns macetes que pude aprender no vídeo ao meu filho (Bruno Pereira) e ele que só desenhava no papel gostou da ideia de poder passar seus desenhos ou fazer novos desenhos usando computador, (coisa que achei ótimo), assim começou sua caminhada no uso de ferramentas gráficas e a primeira, graças a Barbara Tostes (OBRIGADO!!!!!!), esta sendo o  inkscape.


A partir dessa orientação vejam a evolução dos trabalhos realizados pelo aluno Bruno Pereira, do 8º Ano da E.M. Tocantis, de Volta Redonda, utilizando o Inkscape.


1° Trabalho

2° Trabalho

3° Trabalho

4° Trabalho

5° Trabalho
6° Trabalho

7° Trabalho

8° Trabalho

9° Trabalho

No vídeo o Bruno Pereira (12 anos) faz um desenho usando o INKSCAPE, pegando um desenho no papel, vetorizando, ajustando, colorindo o mesmo e colocando efeitos de sombras, este foi o nono desenho que ele fez usando a ferramenta e gastou 2 horas para terminar seu trabalho, transformamos em TIME LAPSE, para que todos pudessem curtir o trabalho do rapaz que vem melhorando a cada desenho.


10° Trabalho

10° Trabalho

11° Trabalho

No vídeo o Bruno Pereira (12 anos) faz mais um desenho usando o INKSCAPE, pegando um desenho no papel, vetorizando, ajustando, colorindo o mesmo e colocando efeitos de sombras, este foi o 11º desenho que ele fez usando a ferramenta e gastou 1h12mim para terminar seu trabalho, transformamos em TIME LAPSE, para que todos pudessem curtir o trabalho do rapaz que vem melhorando a cada desenho.


Clique aqui e acesse nosso canal

Ficou curioso, com inkscape? acesse: https://inkscape.org/pt/

Quer aprender um pouco artes gráficas com Software Livre, acesse o canal/playlist da Barbara Tostes

Devs do projeto Mesa anunciam driver para hardware Intel com suporte à API Vulkan


Logo após a chegada oficial da API Vulkan na última terça-feira (16), Jason Ekstrand, da Intel, teve o grande prazer de anunciar um novo driver com suporte inicial à API Vulkan para GPUs integradas da empresa. O driver, que ainda está em sua fase beta, é open source e foi desenvolvido pela mesma equipe responsável pela biblioteca de gráficos 3D Mesa e pelo atual driver de vídeo da Intel.

O novo driver de vídeo da Intel para Linux possui oficialmente suporte apenas para os processadores Core a partir da quinta e sexta geração, ou seja, hardwares que possuem as arquiteturas Broadwell ou Skylake, onde se passa com conformidade a suíte de teste Vulkan 1.0. Contudo, uma implementação experimental para CPUs mais antigas também está disponível.

“Vamos trabalhar em cima de fluxo contínuo no driver nas próximas semanas e esperamos ter tudo pronto a tempo para o mesa 11.3 (mesa 12?). Nesse meio tempo, o driver pode ser encontrado no ramo “Vulkan” do repositório mesa git no freedesktop.org”, diz Jason Ekstrand em seu anúncio.

O novo driver está em desenvolvimento desde o ano passado e a equipe Intel Mesa promete acompanhar o trabalho realizado de muito perto e, em seguida, lançar uma versão final, como parte da próxima biblioteca de gráficos 3D Mesa 11.3 ou 12, qualquer versão que os desenvolvedores do Mesa estejam planejando após o lançamento da série Mesa 11.2.x.

No entanto, quem manja do assunto já pode pegar o código fonte mais recente do próximo driver Vulkan para hardware Intel do ramo “Vulkan” no repositório principal Mesa Git. Usuários das distribuições Red Hat, Fedora e Ubuntu também pode instalá-lo usando as instruções fornecidas pela Intel no site oficial, clicando aqui.

Fonte e Créditos: aqui

O sistema de arquivos ZFS estará disponível no Ubuntu 16.04 LTS e terá suporte da Canonical


Dustin Kirkland, da Canonical, escreveu hoje sobre uma das coisas impressionantes que serão implementadas por padrão no próximo sistema operacional da companhia. Estamos falando do ZFS, o sistema de arquivo robusto que estará disponível no Ubuntu 16.04 LTS (Xenial Xerus).

O melhor de tudo, a Canonical prometeu oferecer suporte a longo prazo para o sistema de arquivos ZFS no sistema operacional Ubuntu 16.04 LTS, que receberá os patches de segurança e atualizações de software por cinco anos, até abril de 2021, e ao que podemos ver, o ZFS será o sistema de arquivos padrão para contêineres no Ubuntu 16.04 LTS.

“O Ubuntu 16.04 LTS (Xenial) está apenas a poucas semanas de distância e com ele vem um dos novos recursos mais interessantes que o Linux tem visto em um tempo muito longo… ZFS – preparado diretamente para o Ubuntu – suportado pela Canonical”, diz Dustin Kirkland.

Porque o ZFS é importante para o Ubuntu?

Caso você não esteja muito ligado no assunto, vamos aproveitar esta oportunidade para lembrar a você que o ZFS (também conhecido como Z File System) é um sistema de arquivos inovador, projetado originalmente para o sistema operacional Solaris. É uma mistura de um sistema de arquivos como o Btrfs, EXT4 ou XFS e um gerenciador de volume, como LVM (Logical Volume Management).

Contudo, o desenvolvimento open source dos recursos do ZFS está presente nos dias de hoje através do projeto OpenZFS, que a Canonical disponibilizará em cada sistema operacional Ubuntu. E com recursos como snapshots, reparo automático, compressão de dados mais eficiente e clonagem “copy-on-write”, fazendo do ZFS o sistema de arquivos perfeito para contêineres.

Se você está interessado em saber que tipo de suporte a Canonical irá fornecer para o ZFS no Ubuntu 16.04 LTS (Xenial Xerus) e como você pode começar a usá-lo desde o primeiro dia do lançamento, recomendamos a leitura do post de Dustin Kirkland, onde é detalhado com exemplos uso do sistema de arquivos.

Fonte e Créditos: aqui

Lançamento do LibreOffice 5.1


Berlim, 10 de fevereiro de 2016 – a The Document Foundation anuncia o LibreOffice 5.1, uma suíte Office completa comparável em desempenho e recursos com qualquer produto da mesma categoria, e com recursos de interoperabilidade muito superiores.

O LibreOffice 5.1 oferece uma interface completamente remanejada e muitos recurso aperfeiçoados destinados a instalações empresariais: melhor suporte ao ODF 1.2, interoperabilidade com documentos em formatos fechados e gerenciamento de documentos em servidores remotos. 

Destaques do LibreOffice 5.1 

Interface do usuário: A interface do usuário do LibreOffice 5.1, foi completamente reorganizada para fornecer acesso mais rápido e consistente aos recursos mais utilizados. Um novo menu foi adicionado nas aplicações: Estilos (Writer), Planilha (Calc) e Slide (Impress). Além disso, vários ícones e comandos do menu foram reposicionados de acordo com as preferências dos usuários. 

Interoperabilidade: A compatibilidade com documentos em formatos proprietários foi melhorada, com parte do esforço continuado para intercambio com outros software de produtividade. Além disso novos filtros foram acrescentados para arquivos em Apple Keynote 6, Microsoft Write e Gnumeric. 

Funções de planilha: O motor de cálculo do Calc foi melhorado resolvendo as restrições em referencias para tabelas estruturadas, e fixação de linhas e colunas, interoperabilidade com planilhas OOXML e compatibilidade com o ODF 1.2. 

Acesso a arquivos em servidores remotos: Arquivos em servidores remotos como Sharepoint, Google drive e Alfresco podem ser acessados pelo menu Arquivo, com capacidade para ler e gravar sem a necessidade de uma janela de abertura de arquivo.

Uma lista completa dos recursos mais importantes está na página:

O LibreOffice 5.1 pode ser baixado imediatamente da página:


Antes de instalar a versão 5.1 remova a versão atual pelo comando: 

$ sudo apt-get purge libreoffice* 

ou o comando:

# sudo apt-get remove --purge libreoffice*.* 

O local pode ser alterado de acordo onde você salva seus Downloads, aqui usaremos a pasta "Downloads". 


Para Instalar o LibreOffice 5.1 em sistemas 32 bits, no Debian, Linux Mint, Ubuntu e Derivados depois de extrair os arquivos , execute no terminal:

$ cd Downloads
$ cd LibreOffice_5.1.0.3_Linux_x86_deb
$ cd DEBS/
$ sudo dpkg -i *.deb 

Para instalar o pacote em Português em sistemas 32 bits:

$ cd Downloads
$ cd LibreOffice_5.1.0.3_Linux_x86_deb_langpack_pt-BR 
$ cd DEBS/ 
$ sudo dpkg -i *.deb 


Para Instalar o LibreOffice 5.1 sistemas 64 bits, no Debian, Linux Mint, Ubuntu e Derivados depois de extrair os arquivos , execute no terminal: 

$ cd Downloads 
$ cd LibreOffice_5.1.0.3_Linux_x86-64_deb 
$ cd DEBS/
$ sudo dpkg -i *.deb 

Para instalar o pacote em Português 

$ cd Downloads 
$ cd LibreOffice_5.1.0.3_Linux_x86-64_deb_langpack_pt-BR 
$ cd DEBS/
$ sudo dpkg -i *.deb


Obs.: Caso você tenha o Apache OpenOffice 4.1 instalado no Ubuntu remova e após a instalação do LibreOffice 5.1, caso ele não apareça reinicie a máquina. 

Para remover o Apache OpenOffice execute o comando:

$ sudo apt-get purge "openoffice*.*"

Fonte e Créditos: aqui

Balanço da Participação na Campus Party 2016 - CPBR9




O que é a Campus Party?



Campus Party é considerado o maior evento de entretenimento eletrônico em rede do mundo. Um encontro anual realizado desde 1997, que reúne, durante sete dias, milhares de participantes com seus computadores procedentes de toda a Espanha e de outras nações, com a finalidade de compartilhar curiosidades, trocar experiências e realizar todo o tipo de atividades relacionadas a computadores, às comunicações e às novas tecnologias. 


Pela Campus Party já passaram convidados de destaque como Neil Alden Armstrong, o primeiro homem que pisou na Lua em 1969, Eveline Herfkens, coordenadora geral da Campanha dos Objetivos do Milênio das Nações Unidas, Stephen Hawking, o grande físico britânico que, através de um vídeo, inaugurou a edição do evento no seu décimo aniversário. 

Os participantes da Campus Party mudam-se com seus computadores, malas e barracas para dentro das instalações do evento. Lá encontram uma completa infra-estrutura de serviços, lazer, higiene, segurança, alimentação e, principalmente, tecnologia. Durante uma semana a Campus Party transforma-se na casa de todos. 

Participam do evento estudantes, professores, cientistas, jornalistas, pesquisadores, artistas, empresários e curiosos. Todos buscam as últimas novidades tecnológicas, a troca livre de conteúdos e o compartilhamento de experiências ligadas ao mundo digital. 

É um público composto por líderes de comunidades on line extremamente ativas na sociedade em rede, com enorme poder de formar opinião e criar tendências. Um público de vanguarda, trendsetter. que antecipa o futuro da nova economia e os caminhos da tecnologia da informação. 

Arena - Aqui milhares de participantes inscritos na Campus Party instalam seus computadores e tomam seus lugares para uma maratona de atividades ligadas às 10 áreas temáticas (Astronomia, Robótica, Criação, Desenvolvimento, Software Livre, Games, Simulação, Modding, Música e CampusBlog). Todos têm à disposição uma poderosa conexão de Trocentos Gigas. Este é o ponto de encontro para o intercâmbio de experiências, idéias e conhecimentos. Um centro privilegiado de inteligência com espaços especialmente equipados para conferências, oficinas, palestras e shows. 

Lazer - Um local pensado para dar opções de relaxamento e diversão a todos os participantes da Campus Party. Quadras para prática de esportes, jogos de salão, cinema, vídeoclube, música, shows com DJs e VJs, paintball, livraria e lojas. Também na área de lazer as grandes marcas mundiais de tecnologia vão colocar à disposição do público suas últimas inovações em produtos voltados ao entretenimento digital. 

Serviços - Neste setor os participantes e visitantes do evento desfrutam de uma completa infra-estrutura de serviços, com refeitório atendendo todas as refeições do dia, restaurantes, lanchonetes, banheiros, vestiários, lavanderia, supermercado e lojas. Para os previamente inscritos, há uma área reservada para a montagem de barracas com segurança 24 horas, onde poderão ser guardados objetos pessoais, roupas e equipamentos. 

Expo - Setor onde os participantes, visitantes e convidados fazem contato direto com as novidades tecnológicas apresentadas pelos maiores fabricantes mundiais de produtos desenvolvidos para o mundo digital. Aqui os patrocinadores do evento instalam stands e apresentam ao público suas mais novas invenções, antecipando tendências de mercado e permitindo que cada participante conheça de perto e teste ao vivo o futuro da tecnologia e do entretenimento digital. 

Inclusão Digital - Ambiente especialmente preparado para receber quem quiser dar os primeiros passos na internet. Em parceria com a prefeitura, milhares de professores e alunos da rede pública serão convidados a conhecer o mundo digital, visando despertar o interesse pela sociedade em rede. A área de inclusão digital pretende incentivar as classes menos favorecidas da população a aplicar a tecnologia em suas vidas pessoais e profissionais.

Fonte e Créditos: aqui


Após essa excelente explanação sobre o que é a Campus Party, vamos destacar alguns pontos interessantes de mais uma participação neste gigantesco evento de tecnologia:


Apresentei a Palestra

Descrição: Nessa palestra falei sobre uma integração do Arduino + Bluetooth + Android e usando o AppInventor para criar um aplicativo para celular (.apk) que vai controlar 3 LEDs ou 3 Lâmpadas e ainda deixei exemplos e códigos fonte a disposição dos participantes, para Controlar RGB com Slider, Controlando Servo Motor, Controlando Ponte H, Carrinho com Servo Motor 360º, LEDs com Comando de Voz e Uma vídeo aula com 58 minutos, sobre como montar seu primeiro apk.







Assista ao Vídeo da Palestra


Participação no Concurso Cultural

Neste ano, mais uma vez levei um projeto de robô para a Campus Party Brasil, porem, diferente dos anos anteriores, fizemos uma equipe de 3, onde contei com a ajuda de 2 professoras (Gisele da Silva Tiago & Michelle Aparecida Rezende Ferreira) da Rede Municipal de Volta Redonda, que já usaram e construíram a "Plataforma Robótica Educacional de Baixo Custo" em suas aulas de Robótica Educacional, que acontece em nossa Rede.




Fizemos a inscrição na Plataforma ROBOLIVRE e comparecemos no dia e hora marcados (30/01 às 14h30) para executar a apresentação do Projeto aos juízes, que por sua vez fizeram as devidas avaliações.

Aguardamos o resultado que seria liberado, no mesmo dia a partir das 20h no palco principal, durante a cerimônia de encerramento do evento.
Ficamos em 2º Lugar, recebemos o troféu e alguns brindes.

Premiação no Palco Principal 

Assista ao Vídeo desta premiação


Vídeo ensinando como montar a Plataforma que concorreu no concurso, esse vídeo faz parte de nosso Curso de Arduino, que pode ser usado por qualquer um de forma gratuita por todos os interessados, aproveite para se inscrever em nosso canal no youtube.



Participação no Concurso Cultural
Campeonato de CaseMod - #CPBR9

"O objetivo deste Concurso é fomentar a pesquisa e experiência tecnológica, a inovação e o entretenimento digital, por meio de experimentos, doravante simplesmente “Projeto” ou “Casemod”. Visa, ainda, compartilhar, aprender e ensinar conhecimento digital, tudo relacionado à informática, à comunicação digital e às novas tecnologias.
Casemod é a modificação do gabinete de um computador. Muitas pessoas, particularmente entusiastas em hardware usam o casemod para ilustrar o poder do computador (mostrando o hardware interno), e também por propósitos estéticos. Gabinetes também são modificados para melhorar a performance do computador.
Este tradicional concurso de Casemod já é uma atividade esperada por todos os campuseiros, acompanha o espaço no Evento denominado “Arena” desde a sua primeira edição. Tornou-se o centro de atenção onde renomados modders e iniciantes cheios de vontade e criatividade apresentam seus tunados de peso." (recorte de texto retirado do regulamento do concurso)

Fotos do Casemod - R2D2
 







Aproveitando aqui para agradecer e parabenizar ao Eduardo Lacerda, que fez a parte da carcaça externa do R2D2, que seria usado para um robô com movimento, porém por causa de alguns detalhes eu resolvi transformar em CaseMod, o que de certa forma acabou dando muito certo.... 


 Premiação no Palco Principal - foto1

Premiação no Palco Principal - foto2 

Assista ao Vídeo desta premiação

Premiação no Palco Ciência - foto1 

 Premiação no Palco Ciência - foto2

Premiação no Palco Ciência - foto3

Assista ao Vídeo desta premiação


Ganhei essa figura... Será muito útil... 

Participação da Gravação para o Canal OFICINA DIY, do amigo Emerson Pedroso, o Canal Oficina DIY é o lugar certo para quem gosta de aprender a construir e cozinhar com criatividade e facilidade, se inscrevam-se no canal e recebam as atualizações dos vídeos que vão ao ar toda sexta, intercalados entre o Oficina DIY e o Culinária GEEK.

Nesta gravação que foi feita, durante a Campus Party Brasil, o Emerson ensinou a mim e ao João Paulo, como fazer um brigadeiro de forma fácil e rápida e o melhor, nem precisamos de levar ao fogo, claro que nos divertimos bastante com essa gravação e as pessoas em volta também.....

Ingredientes:

1 Lata de Leite Condensado
4 colheres de chocolate em pó
2 xícaras e meia de leite em pó
Granulado de Chocolate

Rende: 50 Porções

Como fazer: Assistam ao vídeo

Site: http://oficinadiy.com.br
Facebook: https://www.facebook.com/oficinadiy
Instagram: https://instagram.com/canaloficinadiy/
Twitter: https://twitter.com/canaloficinadiy


Agora vou mostrar mais algumas coisinhas que podia-se ver lá dentro e que vai encher os olhos de quem gosta de robótica, eletrônica, animes, etc...












Se quiser saber sobre todos os eventos e palestras que aconteceram nesta edição e ainda de quebra assistir os vídeos das palestras, basta acessar a agenda da CPBR9.

É isso ai galera, até a próxima Campus Party, que acontecerá no ano que vem e promete ser gigantesca em comemoração ao 10 anos do evento no Brasil.

O conteúdo deste blog/site pode e deve ser divulgado, desde que a fonte (http://tecnicolinux.blogspot.com - O Espaço do Software Livre) seja citada junto com um link para a postagem original. O conteúdo textual original desta página está disponível sob a licença GNU FDL 1.2.

Todas as marcas citadas pertencem aos seus respectivos proprietários. Os direitos autorais de todas as ilustrações pertencem aos respectivos autores, e elas são reproduzidas na intenção de atender ao disposto no art. 46 da Lei 9.610 - se ainda assim alguma delas infringe direito seu, entre em contato para que possamos removê-la imediatamente ou ainda lhe dar os devidos créditos.

Copyright © 2016 O Espaço do Software Livre